Philippe Starck: Gênio Disruptivo com uma Trajetória de Sucesso

Designer cujas criações sempre despertam sensações impactantes, Philippe Starck é um gênio da raça. As ideias disruptivas começaram a borbulhar na mente inquieta desse artista nato, que em 1968, aos 19 anos, destacou-se por criar móveis infláveis.

Sucederam-se a essa criativa empreitada uma série de produções ímpares, entre as quais as cadeiras ocupam papel relevante. Muitas delas, inclusive, tornaram-se ícones de design e, por serem consagradas, costumam integrar ambientes de alto luxo. Indiscutivelmente, Philippe Starck é dono de uma mente que mais parece um arcabouço de conceitos inovadores. Afinal, o  brilhantismo de suas criações é emblemático. Prova disso é que são assinadas por ele peças de sucesso e verdadeiros best-sellers. Alguns exemplos são a Cadeira Masters Allegra, a Cadeira Mademoiselle e a Cadeira Ghost. Trata-se de modelos que ocupam lugar de honra no conceito dos maiores experts em arquitetura e design.

Além de itens de mobiliário, Philippe Starck é um nome de peso quando se trata de design de interiores. Nesse sentido, uma de suas obras de maior sucesso foi a decoração da suíte presidencial do Palácio Eliseu, situada em Paris, em 1982, a pedido do então presidente François Mitterrand. Contudo, a marca desse designer consagrado não para por aí. Atualmente, projetos com sua marca estão presentes em diversos hotéis luxuosos espalhados em diversas partes do mundo.

Essa trajetória bem-sucedida de projetista de interiores teve início na década de 1970. Nesse período, ele esteve à frente da decoração de alguns night clubs parisienses como La Main Bleue e Les Bains-Douches.

Defensor da concepção do design como expressão de pensamento e símbolo para gerar valor aos que das peças usufruírem, Philippe Starck é uma lenda viva. Portanto, seu trabalho contribui não apenas para aperfeiçoar a estética dos ambientes, mas também para difundir propostas disruptivas pela sociedade.

A Postura de Philippe Starck em Relação ao Design

Philippe Starck prega o design democrático

Embora seja autor de obras renomadas no âmbito do design, muitas das quais são acessíveis apenas a uma pequena parcela da sociedade, Philippe Starck adota uma postura crítica em relação ao “elitismo deselegante” e defende o “design democrático”.

Conforme declarou em entrevista à Folha de São Paulo, Starck entende que o design de móveis é contaminado por muitas “perversões”. Segundo ele, não é possível que móveis sejam produzidos de acordo com o sistema da moda, dada as incompatibilidades entre os mercados de confecção e de mobiliário. Também critica o desperdício quando designers se dedicam à produção de móveis exclusivos, por considerar tanto talento, energia e dinheiro dedicados a uma só pessoa uma “vulgaridade estrutural”.

Embora mantenha em São Paulo uma loja com preços nada populares, Starck almeja democratizar o design. Além disso, seu intuito é desmistificá-lo, tirando dele a pecha de restrito a um grupo seleto.

Em plena atividade, Philippe Starck vai assinar o projeto de design de interiores do Megacomplexo de Luxo que será inaugurado em 2020 após a reforma das antigas edificações que compunham o antigo Hospital Matarazzo, localizado no centro da cidade de São Paulo.

 

O Gênio e suas Criações

Seguindo a premissa de desenvolver peças com caráter de signo, ou seja, que expressem um conceito, Philippe Starck assina peças com histórias para contar.

O elemento de destaque de suas criações é a utilização do plástico como matéria-prima para produzir objetos de luxo. Portanto, Starck conseguiu atribuir status glamouroso a peças que anteriormente seriam consideradas de baixo padrão. Eis a mágica trazida pela disrupção!

Na sequência, vamos conhecer mais detalhes sobre peças revolucionárias que constantemente dão o ar da graça em decorações luxuosas!

Cadeira Ghost

Conjunto de cadeiras ghost, de philippe starck

A Cadeira Ghost Transparente certamente pode ser considerada um fenômeno, dado o sucesso que alcançou ao longo de seus atuais 18 anos! Para criá-la, Philippe Starck inspirou-se em outro clássico, a da cadeira Luis XV. Ao ser revisitada e repaginada, a peça em estilo barroco foi base para originar um verdadeiro best-seller. Afinal, na Ghost a opulência de tempos gloriosos se associa ao que há de mais moderno em termos de design.

Criada em 2002, a Cadeira Ghost é feita com material rígido, produzido a partir da injeção de policarbonato. Tal método reforça intensamente a estrutura da peça. Marcante pela transparência aplicada a um design imponente, a Ghost garante prestígio ao ambiente onde está presente. Além agrega um aspecto que mescla arrojo e sofisticação na decoração. Portanto, é a cadeira design certa para quem deseja modernizar o espaço sem perder a elegância.

Cadeira Masters Allegra

cadeiras allegra, de Philippe Starck, empilhadas

Beleza marcante pelos traços vazados e muito bem definidos das silhuetas de 3 grandes cadeiras design. A Cadeira Masters Allegra reúne em seu espaldar os contornos da Series 7 de Arne Jacosen, Tulipa, de Eero Saarinen, e Eiffel, de Charles Eames.

Trata-se, portanto, de um sucesso de deriva de nomes de peso do design. Ao ganhar vida própria, essa charmosa releitura de ícones consagrados conquista um espaço vip na cena do mobiliário de alto padrão. Ao criar a Cadeira Masters, Philippe Starck rompeu com paradigmas do design por utilizar o plástico para moldar formas nobres. O resultado dessa alquimia não poderia ser mais bem-sucedido. Afinal, a delicadeza e a sofisticação da belíssima cadeira Allegra abrilhantam os mais diversos estilos de decoração.

 

Cadeira Mademoiselle

Cadeira Mademoiselle de Philippe Starck

A Cadeira Mademoiselle segue a premissa de Philippe Starck de expressar símbolos e conceitos, que já começam a ser transmitidos por seu nome, mademoiselle, que significa senhoria em português. Nesse sentido, Starck tem a intenção de representar em sua cadeira a delicadeza, os gestos suaves da mulher. Então, desenvolve a peça com formas curvas e fluidas, que quase remetem a singela sensualidade.

Além disso, partindo de outro princípio de seu criador, o de democratizar, a estrutura Mademoiselle atua como uma tela em branco. Logo, trata-se de uma obra aberta à receber estampas e texturas de outros artistas. Ao longo de sua existência, grifes como Dolce&Gabbana, Pucci e Valentino e até a marca do cantor Lenny Kravitz já cunharam sua arte na superfície da Mademoiselle.

Portanto, a Cadeira Mademoiselle é a peça mais indicada para acentuar o refinamento dos ambientes. Acima de tudo, vai contemplá-lo com um aspecto gracioso. Um luxo!

 

Banqueta Anão de Jardim

Banqueta anão de jardim de philippe starck como suporte de livros

Em se tratando de Philippe Starck, a polêmica entra como elemento que torna suas produções ainda mais intrigantes! Aliás, esse é um traço de personalidade bem comum entre os gênios. Certamente, por ter desenvolvido tantas criações, Starck não passaria ileso por críticas em relação a algumas de suas obras. Dentro do rico portfólio do designer, um dos principais alvos de objeção é a Banqueta Anão de Jardim. Produzido com uma fisionomia simpática e bonachona, o anãozinho segura solicitamente uma estrutura redonda sobre a cabeça.

Há quem ame e há também aqueles que consideram essa obra de profundo bom gosto! Divergências à parte, trata-se de uma obra bem versátil e funcional. Afinal, além de servir como um arrojado banquinho, a Banqueta Anão pode funcionar como excelente suporte, ou mesinha de apoio.

Independenteme opinião sobre o Anão de Jardim de Philippe Starck, uma característica a respeito dele é indiscutível: a originalidade!

Philippe Starck High Tech

Philippe Starck ao lado de réplica aumentada do Smartphone que desenvolveu, o Mix Mi, da Xiaomi

No amplo portfólio de criações de Phillipe Starck está presente, inclusive, um smartphone. Trata-se do Mi Mix da Xiaomi, com primeira edição lançada em 2016. Em função de seu design marcante por modernidade e elegância, o aparelho foi recepcionado no Centro Pompidou de Paris, museu dedicado a peças de grande expressão nos campos da arte e da cultura, e passa a integrar seu acervo permanente.

Como o Rei Midas, Philippe Starck transforma em ouro tudo o que toca!

História de Sucesso!

Premiado espremedor de frutas de Philippe Starck

Muitos acontecimentos decorreram desde que Philippe Starck, na década de 90, criou um estranho espremedor de frutas em formato semelhante a uma gigante aranha metálica. A obra premiada, embora polêmica, foi outro marco na carreira desse designer tão inovador.

Essa capacidade criativa tão complexa é explicável. Afinal, desde a tenra idade, Starck acostumou-se ao trabalho de criar, ao lado de seu pai, que era engenheiro de aviação. Nascido em 18 de janeiro de 1949, Starck formou-se pela escola de Nissim, de Camondo. Ao longo de sua carreira, inovação e originalidade sempre marcaram presença.

Tais características ocasionaram sua projeção no cenário internacional do design, campo no qual é um dos profissionais mais emblemáticos.

Em plena atividade, ele ainda é responsável pela TOG (All Creators Together), uma loja conceito cujo objetivo é facilitar o acesso do público ao mobiliário de design. Há inclusive uma filial em São Paulo, no bairro do Itaim Bibi.

Diante dessa essência tão inquieta, pode-se dizer que ainda há muito para acontecer na história de sucesso de Philippe Starck!

Deixe uma resposta